Foto: Tacyane Machado

Um grande número de populares participou na tarde desta terça-feira (09/07), de manifestação onde ilhagrandenses pediram justiça acerca do homicídio de Talia Cristina Araujo dos Anjos. A jovem foi morta no dia 02 de julho no Santuário da Mãe dos Pobres e Senhora do Piauí, em Ilha Grande, município localizado há 446km da capital piauiense.

A cidade que é conhecida por ser a porta de entrada para o Delta do Parnaíba está com a sua população estarrecida com os acontecimentos por conta da morte da jovem estudante. E, por conta disso, comunidades religiosas, estudantes e moradores do município organizaram uma grande caminhada que teve início em frente distrito policial, localizado na Avenida Martins Ribeiro.
Manifestantes durante o protesto entoaram gritos pedindo justiça, segurança pública, além de lembrarem constantemente o nome da jovem assassinada. Jovens levaram cartazes e faixas com questionamentos, além dos pedidos pela resolução do caso Talia.

A família da vítima compareceu ao manifesto, entre os membros, os pais, irmãos e tios. A mãe de Talia disse que o sentimento é de muita tristeza e que este vem aumentando a cada dia com a ausência da jovem, mas ficou feliz com o protesto, em saber que sua filha tinha tantos amigos.
Já o pai emocionou-se dizendo que está arrasado, principalmente por conta das últimas declarações, que segundo ele, o apontam como o autor do crime de Talia dos Anjos. Ele disse ser inocente e que tem mais filhos para criar.

Muitos populares acompanhavam a caminhada das calçadas. Alguns deles declaram que o crime precisa ser solucionado e o criminoso precisa ser apontado, para que a sociedade fique sabendo quem foi o responsável pelo ato brutal contra a jovem de 15 anos.
A caminhada que teve o apoio do Pároco da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição e Vigário Geral da Diocese de Parnaíba, Padre Vittorio Ferrari. Este acompanhou todo o percurso. Segundo o religioso, os acontecimentos foram lamentáveis, pois o santuário que representa a vida tornou-se um cenário marcado pela morte.

A manifestação culminou no Santuário onde Talia foi morta, e ao chegar no local, os pais da vítima se aproximaram da área onde a jovem foi encontrada e se emocionaram. Uma multidão adentrou o Santuário da Mãe dos Pobres e Senhora do Piauí e acompanhou a cena.

A população ilhagrandense e de comunidades vizinhas participaram da missa de sétimo dia da jovem Talia Araujo dos Anjos celebrada no santuário.

11/07/2019
REUTERS/Adriano Machado
11/07/2019 REUTERS/Adriano Machado