Fiscal no interior da agência em Parnaíba

Uma ação conjunta entre o Ministério Público, PROCON Municipal e Secretaria Municipal do Trabalho e Defesa do Consumidor fiscalizou nesta terça-feira (09) a agência do Banco Bradesco situada no Centro de Parnaíba e constatou diversas irregularidades. A ação marcou o início de uma mobilização que deve atingir todos os bancos da cidade.

O gerente Reinaldo Cavalcante chegou a fechar as portas da agência para impedir o trabalho da imprensa, mas o promotor Antenor Filgueiras determinou a liberação da passagem. “A fiscalização nos bancos é um desejo antigo da população e como o Bradesco tem o maior número de denúncias resolvemos começar aqui”, explicou.

Foram constatadas as seguintes irregularidades
– Ausência de um exemplar do Código de Defesa do Consumidor
– Funcionamento de apenas três, dos cinco caixas eletrônicos
– Apenas dois caixas e sem indicação de preferencial
– Ausência da entrega se senhas
– Ausência da placa que indica o chamamento de senhas
– Não funcionamento da máquina que emite senhas
– Ausência de biombos e bloqueadores de celular

“Essa foi a segunda notificação do Bradesco em Parnaíba. O PROCON vai dar um prazo de 10 dias para adequação, sob pena de receber nova multa (a primeira foi de R$ 10 mil). Já estamos com ação civil pública preparada, esperando apenas o encerramento de todas as notificações”, completou o promotor ao dizer a nova multa pode chegar a R$ 100 mil.

De acordo com o secretário de Trabalho Defesa do Consumidor, Romualdo Sena, haviam clientes que já estavam aguardando na fila há mais de duas horas. “O tempo limite para atendimento é de no máximo 30 minutos”, afirmou. A ação foi acompanhada pelo secretário do PROCON Municipal, Miguel Bezerra Neto, além de fiscais do órgão.

Depois do Bradesco foi a vez do Itaú, onde foi observada a falta do painel de emissão de senhas. Nos próximos dias o foco será os bancos estatais Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Banco do Nordeste.

????????????????????????????????????
????????????????????????????????????

 

Por Daniel Saturnino