Blog Post

Órgãos trabalham em conjunto no combate às queimadas no Piauí

Defesa Civil

Órgãos trabalham em conjunto no combate às queimadas no Piauí 

Todos os anos no período b-r-o-bró, época mais quente do ano, os índices de queimadas aumentam e as chamadas para o Corpo de Bombeiros também. O trabalho de combate aos incêndios tem sido feito em parceria com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar) e a Secretaria de Estado de Defesa Civil. As ações vão desde o combate direto aos focos à conscientização das pessoas sobre os riscos de colocar em áreas abertas. Até o mês de dezembro, a atenção dos piauienses deve ser redobrada.

 

O secretário de Defesa Civil, Geraldo Magela, alerta para o risco de queimadas quando o objetivo é o uso do solo para a agricultura. “Estamos em contato com todos os órgãos municipais de Defesa Civil e orientando, conscientizando do que não deve ser feito. Por exemplo, só fazer queimadas para agricultura se estiver autorizado pelos órgãos ambientais, e com todos os cuidados pra evitar que se alastre, isolando a área e mantendo equipe de plantão pra controlar o fogo. Estamos também alertando a população para não jogar lixo na vegetação”, destacou o gestor.

 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o maior problema atual são os terrenos baldios. Há equipes nas cidades de Picos, Floriano, Piripiri e Parnaíba para atender os chamados que já chegam a dezenas por dia. “As áreas abertas e terrenos baldios são os maiores problemas, hoje. No interior, temos tido o apoio das guardas municipais para que nossas equipes possam entrar nos focos de incêndio. Fica o apelo para que a população tenha mais consciência, já que estamos com temperaturas altas e clima seco”, disse o tenente-coronel José Veloso, relações públicas do Corpo de Bombeiros.

 

O militar informou ainda, caso seja estritamente necessário fazer algum tipo de limpeza de um determinado terreno, que se realize em um horário de temperaturas mais amenas, como no início da manhã. Os telefones de contato do Corpo de Bombeiros são o 193 e (86) 9 8851-1741.

 

A Semar, nos últimos anos, vem atuando com maior intensidade no desenvolvimento de ações de prevenção, controle e combate aos incêndios florestais, tendo como pontos de partidas municípios do cerrado piauiense, cujos índices relacionados a focos de calor e desmatamento, estão entre os mais altos do estado, segundo dados disponibilizados pelo Ministério do Meio Ambiente. É também nesta região onde ficam alguns dos municípios piauienses com maior extensão territorial e com cobertura vegetal nativa remanescente, bem como com os maiores potenciais de produção de grãos no Estado, o que gera a preocupação para garantir uma expansão efetivamente dentro das normativas ambientais estabelecidas.

 

Diante dos incêndios florestais, a Semar, por meio da Diretoria de Parques e Florestas e a Coordenação de Prevenção, Controle e Combate aos Incêndios Florestais da (Coordprevinc) vem atuando para minimizar as ocorrências de incêndios florestais, desenvolvendo ações e buscando parcerias com outros entes da administração pública e com particulares, visando ampliar e melhorar a gestão das áreas protegidas e de outras áreas com vegetação remanescente.

 

Fonte: CCom

Publicações relacionadas

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios são marcados *