Vítima nas condições em que foi encontrada no local do crime. Foto: Polícia Civil

O corpo de Getúlio Costa Ramos Júnior, 30 anos, foi encontrado por volta das 6h30 desta quarta-feira (18) no bairro São José, em Parnaíba. Ele foi assassinado a facadas em um local conhecido como ponto de consumo de drogas.

Em seguida, policiais civis liderados pelo investigador Robson Castilho e pelo delegado Emerson Almeida efetuaram a prisão dos suspeitos Francisco das Chagas Rodrigues da Silva, 22 anos, conhecido “Chico da Patrícia” e Francisco das Chagas Silva Júnior Nascimento, 27 anos, conhecido “Júnior Matador”.

Ele confessou ter feito a lesão fatal na vítima, onde provocou um profundo golpe nos pescoço. Afirmou ainda que teve ajuda de dois comparsas que seguraram Getúlio para que fosse agredido. “Júnior Matador”, alegou que estava sendo ofendido e que seu rival havia matado um amigo no passado. O desentendimento terminou no homicídio.

Já o “Chico da Patrícia”, suspeito de ter segurado a vítima enquanto era agredida, disse que apenas presenciou o ocorrido e que o local é próprio para o encontro de consumo de drogas por usuários e que os presentes estavam fumando crack.

Outro suspeito é Luís Carlos Ferreira Gomes, 40 anos, conhecida “Boca Pode”. Ele está foragido. “Boca Pode” já cumpriu pena por tráfico de drogas e é acusada da polícia de homicídio. O caso está sendo investigado por policiais da Central de Flagrantes e do 1° Distrito Policial.

Rio de Janeiro - Aeroporto do Galeão apresenta fluxo intenso de passageiros no primeiro dia de transferências de voos do Santos Dumont. (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)
Rio de Janeiro - Aeroporto do Galeão apresenta fluxo intenso de passageiros no primeiro dia de transferências de voos do Santos Dumont. (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)